Diário de Bordo

Como não fiz nada no primeiro final de semana (só perdi um evento mega massa de um Sensei alemão ;.; ) resolvi sair de casa, mesmo com a previsão de chuva. 

O sábado amanheceu super lindo, prometendo sol, suor e câncer de pele. Esperei três horas para enviar a primeira mensagem para os meus novos amigos curitibanos/kiwis, pois estava me acostumando com a diferença de fuso horário. Beleza, tudo certo pra aventura! Comi uma banana rapidão e corri pro ponto de ônibus,  pois se bobeasse perderia não somente o busão, como também o ferry boat (como diria o pessoal de Mallet: féri bôte). Consegui desconto de estudante com o primeiro motorista, mas já não obtive sucesso com o segundo e tive que pagar o valor insatisfatório de 3.40 $NZD. (Em breve em post próximo à você: o sistema urbano piadista de Auckland! 😀 )  O tempo foi piorando conforme chegávamos perto de Devonport, o local de embarque. Vish, engrupição total do tempo.

Dois dos meus amigos já tinham comprado o ticket e acabei comprando também, porque né, sacanagem com eles, tadinhos.

Nosso destino: Rangitoto. Uma ilha vulcânica situada no golfo de Auckland, inativo ha 550 anos, com altura de 260 metros e forma característica, sendo reconhecido por qualquer um com olhos não míopes. Segundo a lenda e nossa amada Wikipedia, Rangitoto quer dizer Céu Sangrento em Maori (a língua dos nativos) e foi nesta ilha que um capitão importante perdeu uma batalha e morreu. Enfim, somente a título de curiosidade.

Silhueta identifícavel até por cães adestrados auxiliares de cegos
No feri bote
No ferry somos avisados que deveríamos ter comida e água suficiente para o tempo que pretendíamos ficar. Ou seja, ficamos sem almoço e lance da tarde. FUUUU Sorte que levei água e um sanduíche ma ruim, ruim … só de mastigar um pedaço ficava satisfeita pra não continuar comendo sapato.

Chegamos na ilha e seguimos o fluxo de pessoas. Aos poucos, elas sumiam da vista, só a trilha pela frente e algumas plaquinhas indicando a direção para o topo do vulcão. O engraçado é que o destino, direção e tempo para atingir o destino estão escritos nelas, porém sempre acrescente 10 minutos a mais pra não ficar na expectativa e decepcionado com a própria lerdeza. Demoramos mais de uma hora pra chegar no topo, ficamos lá por 5 minutos, tempo suficiente pra tirar uma foto juntos e apreciar a vista antes de chover. Thor resolveu passar o sábado nas terras kiwis, curtir uma cerveja com os maoris e o resultado: nos abrigamos num bunker!! Ja, Gott sei Dank! Um bunker da Segunda Guerra Mundial, cheio de goteiras e aberturas pra passar água, vento e frio.

 Cratera do vulcão
 Vista linda
Desafortunados lindos
Bunker decadente

Depois de meia hora (ou mais) resolvemos sair e descer até as cavernas de lava! wow! O nome prometia. Podíamos ter tropeçado e quebrado todos os dentes até chegar na maldita caverna, pois tudo estava muito liso, sem falar que não tinha nem como enxergar dentro, só havia trevas! As lanternas vieram bem a calhar nesse momento, obrigado por fabrica-las Nokia!!

Desistimos dessa vida vulcânica e voltamos ao ponto inicial em fantásticos 30 minutos. bem a tempo de pegar o ferry do meio dia. Mais uns três minutos de atraso e aí sim que minha alma ficaria encharcada. Para a minha infelicidade, descobri que havia água dentro da minha mochila e meus gadgets ficaram molhados! Né, porque afinal, quem que não leva um ipad pra subir um vulcão hein? Coisa mais normal. Sorte que ele estava bem protegidinho e não aconteceu nada, funcionando lindamente. Minha câmera e lanterna/ celular também estavam são e salvos, só uma secadinha aqui outra ali. Já não foi o caso do meu ipod, minha relíquia de 2006, com um giga do mais puro metal alemão e finlandês . Tantas alegrias e tristezas passei a seu lado meu nobre companheiro, amigo de todas as horas. Obrigada pelas músicas que você tocou repetitivamente sem reclamar e aguentar ate o ultimo suspiro de bateria. Não te esquecerei, espero que o japonês da lujinha te ressuscite com mais gigas de memória (pimp my ipod) e traga melodias ao meus ouvidos mais uma vez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s